Notebook ultrafino vale a pena? Veja prós e contras de modelos do tipo

Embora isso não seja regra, já que há vários notebooks ultrafinos que permitem trocar SSD e RAM, o formato de baixa espessura pode representar sacrifícios em termos de manutenção e upgrade. Para manter o perfil compacto, algumas fabricantes optam por soldar os componentes à placa-mãe do laptop, praticamente inviabilizando essa troca.Portanto, antes da comprar um produto do tipo, é importante saber a respeito do design interno do modelo, uma vez que realizar um upgrade no laptop pode significar uma vida útil maior para o computador.

Entre os produtos disponíveis para comprar no Brasil, vale destacar Dell XPS 13, Samsung Style S51, ZenBook Pro e ThinkPad X1 Yoga. Todos têm hardware interessante e perfil premium, mas podem ser levados facilmente em uma bolsa ou mochila. Confira a seguir os principais pontos positivos e negativos dos notebooks ultrafinos e saiba se vale a pena ter um desses.

Pontos positivos

1. Fácil transporte

Ultrafinos são mais leves e compactos e tendem a facilitar a vida na hora do transporte

Notebooks ultrafinos têm uma proposta de maior portabilidade, e precisam ser leves e fáceis de transportar. Com muitas opções de 13,3 polegadas, o formato acaba sendo ideal para computadores desse tipo. Portanto, muitos modelos podem pesar cerca de 1 kg, como os LG Gram, por exemplo. Apesar disso, até mesmo opções de 15,6 polegadas chegam com peso abaixo dos 2 kg.

2. Visual elegante

Notebooks ultrafinos apostam em design elegante e uso de materiais premium

Criados como uma resposta dos PCs aos MacBooks da Apple, os ultrafinos acabam apostando bastante no acabamento. Dell XPS 13, Samsung Style S51 e os ZenBook Pro são exemplos dessa proposta, já que trazem visual bastante elegante. Essa ideia, aliada ao perfil mais leve, pode justificar ainda a opção das fabricantes por materiais de maior qualidade. É comum encontrar produtos do tipo com construção em liga de magnésio, como os LG Gram, fibra de carbono e alumínio.

3. Opções 2 em 1

Ultrafinos que oferecem tela touch são interessantes para quem valoriza a usabilidade da tela sensível ao toque

Quem procura um notebook com tela sensível ao toque pode encontrar opções entre os ultrafinos. A ideia é que um notebook leve e fácil de transportar tenha ainda a versatilidade do touchscreen e também funcione como uma espécie de tablet. Bons exemplos dessa realidade são os Dell Inspiron 5000 2 em 1, o Samsung S51 Pen, que vem com caneta S-Pen, e os Acer Spin 3 e Acer Spin 7, com diferentes versões disponíveis.

Pontos negativos

1. Preços mais altos

O design mais arrojado e o uso de materiais de maior qualidade acabam refletindo diretamente nos preços. Notebooks ultrafinos podem ser mais portáteis e bem bonitos, além de duráveis, mas, no geral, custam mais caro em relação a outras opções do mercado. Valores começando em cerca de R$ 5 mil são comuns para produtos desse segmento, mesmo com hardware intermediário.

2. Hardware limitado ,

LG Gram é um ultrafino com processador de décima geração sem placa dedicada

Notebooks com design mais fino tendem a restringir o resfriamento de seus componentes, limitando o hardware a componentes mais simples em modelos do tipo. Com muito calor, a autonomia da bateria fica comprometida, assim como a performance. Mas essa característica deve incomodar apenas quem exige muita performance para rodar jogos ou programas mais pesados de edição, por exemplo.

No geral, os ultrafinos utilizam processadores da série U da Intel, como o Core i5 8265U ou o Core i7 8565U, por exemplo. Em relação aos gráficos, muitas vezes a opção é pela solução integrada do chip, mas em alguns casos há GPUs dedicadas de entrada de Nvidia AMD. Portanto, usuários gamer ou profissionais que atuam na área de edição podem se decepcionar com um laptop do tipo.

3. Baixa possibilidade de upgrades

XPS 13 2 em 1 vira tablet e é compatível com caneta stylus

Embora isso não seja regra, já que há vários notebooks ultrafinos que permitem trocar SSD e RAM, o formato de baixa espessura pode representar sacrifícios em termos de manutenção e upgrade. Para manter o perfil compacto, algumas fabricantes optam por soldar os componentes à placa-mãe do laptop, praticamente inviabilizando essa troca. Portanto, antes da comprar um produto do tipo, é importante saber a respeito do design interno do modelo, uma vez que realizar um upgrade no laptop pode significar uma vida útil maior para o computador.

Via Ultrabook Review

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *